A pizza é composta de um disco achatado de massa de farinha de trigo sobre o qual se espalham, basicamente, tomates ou molho de tomate e fatias do queijo chamado mussarela regadas com azeite. É assada na hora de servir, de preferência em forno a lenha.

História

Acredita-se que essa base de massa tenha surgido entre egípcios, hebreus e fenícios há mais de 5 mil anos, na forma de um pão. Entre os hebreus era chamada “pão de Abraão”. Na Roma antiga, antes da era cristã, essa massa era chamada piscea; a ela acrescentavam-se alho e ervas.

Quando Colombo voltou à Europa, depois de chegar à América, levou mudas de tomate, que era nativo do Novo Mundo. Mais tarde, quando os europeus se convenceram de que o tomate não era apenas planta ornamental nem era venenoso, surgiu o molho de tomate. Esse molho passou a fazer parte da culinária italiana, tornando-se ingrediente básico da pizza. Com o passar do tempo, ela passou a ser vendida em barracas, nas ruas.

Consta que o primeiro pizzaiolo, o fazedor de pizza, foi don Rafaelle Esposito, que possuía uma pizzaria em Nápoles, na Itália. Em 1889, ele foi convidado para cozinhar no Castelo Capodimonte para o rei Humberto I e a rainha Margherita de Sabóia, que estavam visitando a cidade. Para homenagear a rainha, ele criou uma pizza com as cores da bandeira italiana — branco, vermelho e verde —, usando mussarela, fatias de tomate e folhas de manjericão, além do molho de tomate. A rainha gostou tanto que don Rafaelle batizou a receita com o nome de pizza Margherita. De Nápoles, a Margherita e outras pizzas espalharam-se para o mundo todo.

Sabores

Atualmente, é usada uma infinidade de ingredientes para dar sabor à pizza: cogumelos, requeijão cremoso, abobrinha, rúcula, fundo de alcachofra e muitos outros, mas as pizzas mais tradicionais, e seus ingredientes, são:

Mussarela — tomate, mussarela, orégano e azeitonas pretas;

Margherita — tomate, mussarela e folhas de manjericão;

Calabresa — tomate, linguiça-calabresa, cebola e azeitonas pretas;

Toscana — tomate, mussarela misturada com linguiça toscana moída e azeitonas pretas;

Alice (pronuncia-se “alitche”, quer dizer “anchova” em italiano) — tomate e alice;

Pepperoni — tomate, mussarela, rodelas de salame pepperoni e azeitonas pretas;

Pomodoro — tomate, mussarela e parmesão ralados, alho e azeitonas pretas;

Portuguesa — tomate, presunto, rodelas de cebola, ovos cozidos, azeitonas pretas ou verdes e mussarela;

Quatro queijos — tomate, mussarela, parmesão, gorgonzola, requeijão cremoso e azeitonas pretas.

Dia da Pizza

Devido à imigração italiana em São Paulo e no sul do Brasil, a pizza faz parte do cotidiano há muitas décadas. Ela se espalhou rapidamente para todo o país, tornando-se um dos pratos mais apreciados pelos brasileiros.

Na cidade de São Paulo, em 1985, foi instituído o Dia da Pizza, que é comemorado no dia 10 de julho.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.