A poinsétia, também conhecida como bico-de-papagaio, é uma planta famosa pela intensa cor vermelha de suas folhas. No passado, poinsétias foram populares entre o povo asteca, na região em que agora se situa o México. Hoje em dia, são uma das plantas mais populares nos Estados Unidos, tanto que, nesse país, têm até sua própria data comemorativa: 12 de dezembro. Na América do Norte, a poinsétia é bastante associada à época do Natal. O nome científico da poinsétia é Euphorbia pulcherrima.

Onde cresce a poinsétia

Poinsétias são nativas do México. Na natureza, elas crescem apenas em regiões com dias quentes e noites amenas, sendo encontradas em áreas úmidas e arborizadas e em encostas rochosas. Poinsétias de Natal são cultivadas em estufas. No Brasil, as principais áreas de cultivo são o sul de Minas Gerais e algumas partes do interior de São Paulo.

O maior produtor de poinsétias do mundo é uma fazenda no estado da Califórnia, nos Estados Unidos. Mais de 80 por cento das poinsétias são provenientes desse lugar, que cultiva as plantas desde o início do século XX.

Características físicas

Poinsétias silvestres são arbustos que podem chegar a mais de 3 metros de altura. Poinsétias vendidas em vasos são uma versão menor desses arbustos. Suas “flores” coloridas na verdade são folhas modificadas chamadas brácteas. Embora o vermelho seja a cor mais comum, as brácteas podem ter outras cores, como rosa, laranja-claro, amarelo e creme.

Usos

No Brasil, as poinsétias servem como plantas ornamentais quando arranjadas em vasos. Além disso, os arbustos muitas vezes são utilizados como cerca viva.

Nos Estados Unidos, durante a época de Natal, muita gente compra poinsétias em vasos para usar como decoração, tanto em casa quanto no trabalho. Algumas pessoas dão poinsétias de presente.

No século XV d.C., os astecas que habitavam a região onde hoje fica o México utilizavam a seiva leitosa da poinsétia para curar febres. Além disso, usavam as brácteas vermelhas para fazer corantes.

História

Poinsétias receberam esse nome por causa de Joel R. Poinsett, o primeiro embaixador norte-americano no México. Poinsett gostava de botânica, ou seja, do estudo das plantas. No México, ele se deparou pela primeira vez com o arbusto de brácteas vermelhas. No final da década de 1820, Poinsett levou a primeira muda para os Estados Unidos. À medida que a planta foi ficando popular por lá, as pessoas começaram a chamá-la de “poinsettia”.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.