O porco-da-terra (também chamado de oricteropo) é um mamífero incomum. No início do século XIX, os sul-africanos lhe deram o nome de aardvark, que na língua local, o africâner, significa “porco-da-terra”. Essa expressão se aplica perfeitamente à aparência do animal, grande e pesado, com pelo fino e curto e de pernas curtas e grossas. O nome científico do porco-da-terra é Orycteropus afer.

O porco-da-terra vive em regiões secas da África, ao sul do deserto do Saara. Pode atingir 1,8 metro de comprimento e tem orelhas parecidas com as do burro, focinho comprido e pálpebras caídas com cílios longos. Durante o dia o porco-da-terra dorme em sua toca, e à noite escava embaixo da terra em busca de sua comida favorita, os cupins. De repente, ele irrompe no meio do cupinzeiro, com suas mandíbulas fortes e achatadas, para sugar os insetos com a língua comprida.

A fêmea do porco-da-terra dá à luz um filhote por ano. Em algumas semanas, ele já consegue seguir a mãe por toda parte. Durante seis meses, o filhote se alimenta com ela e os dois andam sempre juntos, até ele se tornar independente.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.