O pterodáctilo era um réptil voador do período da Pré-História. Ele viveu entre 145 milhões e 65,5 milhões de anos atrás, na mesma época que os dinossauros. Restos de pterodáctilos foram encontrados em todo o mundo.

Pelo que os cientistas sabem, os pterodáctilos foram os maiores animais voadores que já existiram. Alguns pterodáctilos tinham mais de 11 metros de envergadura (medida de uma ponta a outra das asas abertas). Já os menores eram tão pequenos quanto um papagaio.

As patas de trás de um pterodáctilo eram compridas e finas como as das aves. Os pterodáctilos também tinham bico longo. Mas, ao contrário das aves, não tinham penas. Suas asas eram feitas de pele, como as dos morcegos. Provavelmente, os pterodáctilos não voavam batendo as asas o tempo todo. Em vez disso, deviam deslizar nas correntes de ar.

Os pterodáctilos eram carnívoros. Muitos tinham garras e dentes afiados, que usavam para capturar suas presas. Os que viviam perto da água alimentavam-se, em geral, de peixes. Os que viviam longe da água comiam pequenos animais.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.