Os membros do grupo cristão conhecido como Sociedade dos Amigos são chamados de quacres (quakers, em inglês). Sua religião baseia-se na busca da manifestação divina de maneira pessoal, e não por meio de padres ou ministros da Igreja. A presença de Deus dentro de cada pessoa é chamada pelos quacres de “luz interior”, e eles acreditam que essa luz guia suas vidas.

Prática

Os quacres reúnem-se para louvar a Deus, e suas reuniões são abertas a qualquer pessoa. Os fiéis sentam-se em silêncio, aguardando uma mensagem divina. Aqueles que a recebem compartilham seu conhecimento com os outros.

Esse grupo tem uma longa tradição de trabalhar pela paz e contra a guerra. Os quacres também são conhecidos por se oporem à escravidão, aos maus-tratos e à tortura contra prisioneiros e à violência contra a mulher. Diversos grupos de quacres organizam projetos de socorro e assistência em várias partes do mundo.

História

George Fox, pregador inglês, fundou o quacrismo em meados do século XVII. Ele acreditava que Deus estava dentro das pessoas, e não nos cultos da igreja. Com outros pregadores, ele reuniu grupos que partilhavam a mesma crença. Esses grupos, mais tarde, passaram e se chamar Sociedade dos Amigos, e seus membros eram conhecidos como quacres. O nome quacre vem da palavra inglesa quaker, que significa “tremer”: dizia-se que os quacres tremiam de emoção durante as reuniões religiosas.

Os quacres indispuseram-se com muitos líderes cristãos, porque se recusavam a reverenciar as autoridades religiosas e a pagar pela manutenção das igrejas inglesas. As autoridades do governo puniram alguns quacres, tomando seus bens e mandando-os para a cadeia, mas o grupo continuou a crescer. Na Inglaterra, uma lei promulgada em 1689 garantiu a eles e a outros grupos religiosos a liberdade de culto.

Nessa mesma época, alguns quacres se estabeleceram nas colônias da América do Norte. Em 1681, Carlos II, rei da Inglaterra, deu a um quacre chamado William Penn as terras que passaram a constituir a colônia da Pensilvânia, onde muitos quacres se estabeleceram. No século XIX, eles fundaram, nos Estados Unidos, muitos colégios e universidades voltados para o estudo das ciências. No século XX, o movimento difundiu-se também pela África e pela Europa.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.