Vários tipos de belos pássaros coloridos das Américas são chamados de quetzal. O mais conhecido deles é o quetzal-resplandescente. As penas da cauda do quetzal-resplandescente macho é aproximadamente o dobro do tamanho do corpo. O quetzal-resplandescente era considerado sagrado pelos povos astecas e maias. Na atualidade, é um símbolo nacional da Guatemala.

O habitat

Estes pássaros vivem nas partes quentes da América do Sul e da América Central. O quetzal-resplandecente pode ser achado desde o sul do México até o Panamá. Este pássaro vive nas terras altas das densas florestas tropicais da região, e alguns foram encontrados em alturas de até 3.000 metros.

Características físicas

O corpo do quetzal pode medir aproximadamente 36 centímetros de comprimento. As penas da cauda podem somar mais uns 61 centímetros ao total do comprimento do macho. As penas ficam penduradas quando a ave está em repouso. Além da cauda, o macho também tem uma pequena crista de penas na cabeça para distingui-lo da fêmea. O bico do quetzal é curvo, largo e curto, com pequenas cerdas na base. As pernas são curtas e os pés são fracos.

As penas do quetzal-resplandescente são da cor verde. A parte inferior do peito e do abdome é avermelhada. A fêmea tem o peito da cor cinza e em geral tem cores mais neutras comparadas às do macho. A cauda esverdeada ou azul-esverdeada tem algumas partes brancas no macho, e brancas e pretas na fêmea.

Comportamento

O quetzal é mais ouvido do que visto. Eles fazem um arulo suave, bastante triste. Em geral, são achados sozinhos, pousados imóveis em um galho de árvore. O quetzal não voa longas distâncias. Os adultos alimentam-se principalmente de frutas, que pegam em vôo dos caules das árvores, e comem empoleirados em um ramo.

Reprodução

O quetzal faz os ninhos em buracos de árvores, bem acima do chão da floresta. A fêmea coloca ovos azuis claros, geralmente dois de cada vez. O macho ajuda a cuidar dos ovos, que eclodem após aproximadamente 18 dias. Tanto o macho como a fêmea alimentam os filhotes com insetos e lagartos.

O quetzal e os humanos

Somente os membros da nobreza asteca eram autorizados a usar penas de quetzal. Acredita-se que os astecas cortavam as penas da cauda de aves vivas. No entanto, em tempos mais recentes, os caçadores mataram quetzals pelas suas penas. Uma ameaça ainda maior para as aves é a destruição das florestas onde vivem. Alguns países já proibiram a caça de quetzals e os protegem em parques nacionais ou reservas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.