O radar é um sistema que usa ondas de energia para detectar objetos, podendo localizá-los a distância e informar sua velocidade. É muito útil porque detecta objetos mesmo à noite e através de nuvens espessas.

Como funciona o radar

Um sistema de radar é composto por um transmissor, um receptor, uma antena e um mostrador. O transmissor emite ondas de rádio, que são raios invisíveis de energia. A antena envia as ondas através do ar e, quando atingem um objeto, elas são refletidas de volta para a antena.

As ondas refletidas passam pelo receptor, onde são registradas. Calculando quanto tempo elas levaram para chegar de volta à antena, o receptor indica a que distância está o objeto. O receptor também pode indicar onde se encontra o objeto localizado e a que velocidade está se movendo. Algumas vezes é possível saber também as dimensões do objeto. O receptor envia essas informações a um mostrador, ou uma tela, onde são vistas pelas pessoas.

Usos

O radar é muito útil. Em aeroportos, os controladores de voo usam o radar para manter rotas e direcionar o movimento dos aviões. Os navios e os aviões usam radares para navegar e seguir suas rotas. Os militares dependem do radar para localizar e enquadrar alvos. Meteorologistas usam o radar para localizar tempestades e para ajudar na previsão do tempo. A polícia usa o radar para medir a velocidade dos automóveis.

História

Os trabalhos com o radar começaram na década de 1930. Um cientista escocês chamado Robert Watson-Watt desenvolveu um sistema de radar em 1935, que foi usado para proteger a Inglaterra de ataques aéreos. Durante a Segunda Guerra Mundial (1939-1945) o radar ajudou a Inglaterra, a França e os Estados Unidos a derrotarem a Alemanha. Desde então, muitas melhorias foram introduzidas na tecnologia do radar: atualmente ele conta com o auxílio de computadores que fornecem mais detalhes sobre objetos distantes.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.