O território brasileiro é dividido em cinco grandes regiões, de acordo com a divisão definida pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) que passou a constar dos mapas em 1970. Para definir os estados de cada região foram usados critérios ligados ao conjunto de condições naturais que eles têm em comum — clima, relevo, vegetação e hidrografia —, à posição geográfica que ocupam e aos aspectos humanos que envolvem as atividades econômicas e o modo de vida da população.

A região Centro-Oeste é formada pelos estados de Mato Grosso, Mato Grosso do Sul e Goiás, além do Distrito Federal.

A região Centro-Oeste tem 14.050.340 habitantes (censo de 2010). Apesar de ser a segunda maior região do país, é a menos populosa, com algumas concentrações urbanas e grandes áreas vazias.

Geografia

No relevo da região predominam: o planalto Central, a planície do Pantanal e o planalto Meridional, com climas e vegetações bastante distintos entre si.

No planalto Central, estão presentes os chapadões, cobertos pelo cerrado e com clima tropical e estação seca bem definida. A parte norte da região possui características amazônicas, com floresta equatorial. A planície do Pantanal mistura as características das vegetações das cinco regiões brasileiras. Já o planalto Meridional estende-se desde a região Sul do país até os estados de Mato Grosso do Sul e de Goiás e tem solos mais férteis.

Banhada por muitos rios, na região existem partes de três importantes bacias hidrográficas: a Amazônica, a do Tocantins-Araguaia e a Platina.

População e povoamento

Os primeiros habitantes da região foram os indígenas. Depois, os bandeirantes, que chegaram à procura de minérios, fundaram as primeiras vilas. Mais tarde, fazendeiros de Minas Gerais, de São Paulo e da região Sul do Brasil estabeleceram grandes fazendas de criação de gado.

Muitos povoados surgiram ao redor de fortes militares, os quais foram criados para defender as fronteiras do Brasil. Outros fatores que contribuíram para o povoamento da região foram a chegada das estradas de ferro e, mais tarde, das rodovias e das hidrovias, além da construção de Brasília como capital do país.

Muitos índios habitam a região, havendo muitas reservas e parques indígenas.

Economia

No meio rural, predomina a pecuária extensiva, com criação de gado bovino. A agricultura comercial está em crescimento, já superando o extrativismo mineral e vegetal. O setor industrial é o menos desenvolvido na economia da região.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.