As regiões árticas ficam em torno do polo Norte. Elas são constituídas pela parte norte do Canadá, dos Estados Unidos, da Rússia, da Finlândia, da Suécia, da Noruega, da Islândia e da Groenlândia. O oceano Ártico fica entre essas terras. Uma linha imaginária, chamada círculo Ártico, envolve a maior parte da área. As regiões árticas estão entre as menos povoadas da Terra.

Solo

As terras árticas são geralmente tundras planas e baixas, ou seja, planícies sem árvores. Em alguns lugares erguem-se montanhas. O solo é permanentemente gelado em muitas áreas. Só uma fina camada da superfície se derrete no verão. Um imenso lençol de gelo cobre a maior parte da Groenlândia durante o ano todo.

No polo Norte, o Sol não se levanta acima do horizonte durante seis meses do ano. Nos outros meses, o Sol nunca se põe. As terras do Ártico ficam mais ao sul, por isso recebem algumas poucas horas de luz no inverno. Durante o verão, as noites consistem de algumas poucas horas de escuridão.

Os invernos nas regiões árticas são muito frios. A temperatura em janeiro pode chegar a -68°C no interior dos territórios. A queda de neve é leve nessas áreas, ficando mais pesada próximo às costas. No verão, a temperatura alcança cerca de 10°C.

Flora e fauna

Na maior parte do Ártico não crescem árvores. Espruces, lariços, pinheiros e abetos só crescem nas áreas mais próximas do sul. Liquens, musgos, gramas e algumas plantas floríferas desenvolvem-se nas tundras.

Entre os animais do Ártico estão o urso-polar, a rena (ou caribu), o urso-cinzento, a raposa-do-ártico e a lebre-do-ártico. Focas e morsas vivem na água e no litoral. Baleias e muitos tipos de peixe vivem no oceano. A coruja-nevada vive no Ártico durante todo o ano. Outras aves só aparecem no verão.

População

Muitos grupos de nativos habitam as regiões árticas. Na Rússia estão os nenets, os sakhas, os evenks e os chukchis. Os samis, ou lapões, ficam numa área do norte da Europa chamada Lapônia. Os esquimós (inuítes) e os aleútes vivem na América do Norte. Esses povos tendem a habitar povoados e cidades pequenas.

No século XX, muitas pessoas com raízes europeias estabeleceram-se nas regiões árticas. A mineração, a extração de petróleo e outras atividades atraíram muitos desses colonizadores. Eles tendem a viver em vilas e em cidades maiores.

História

As regiões árticas são habitadas por povos nativos há milhares de anos. Os vikings da Noruega colonizaram a Islândia no final do século IX e estiveram na Groenlândia no século X.

No início do século XVI, exploradores europeus procuravam novas rotas entre a Europa e a Ásia. Alguns tentaram navegar para o norte e para o oeste contornando a América do Norte. Outros tentaram navegar para o norte e para o leste em volta da Ásia. Esses exploradores fizeram mapas de grande parte das costas árticas. Enquanto isso, caçadores de baleias e comerciantes de peles também exploraram as terras da região.

Em meados do século XX, os aventureiros já haviam mapeado a maior parte das terras árticas. Eles também atingiram o polo Norte. Os cientistas foram ao Ártico estudar suas plantas, seus animais e seus minerais. Atualmente, eles estão pesquisando de que maneira o aumento das temperaturas no mundo está afetando o ambiente ártico.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.