Segundo rio mais longo da Europa, o Danúbio é, há séculos, uma importante rota de comércio e comunicação entre o centro e o sudeste da Europa. Antigamente os castelos e as fortalezas às suas margens protegiam grandes impérios, mas hoje atraem turistas.

Geografia

O Danúbio nasce nas montanhas do oeste da Alemanha e segue por 2.850 quilômetros até o mar Negro. No percurso, geralmente no sentido oeste-leste, passa por nove países: Alemanha, Áustria, Eslováquia, Hungria, Croácia, Sérvia, Bulgária, Romênia e Ucrânia.

Economia

O Danúbio é uma importante rota de comércio. Os países às suas margens escoam produtos por meio de vários portos, dos quais os mais importantes são: Belgrado, na Sérvia; Budapeste, na Hungria; Viena, na Áustria; e Regensburg, na Alemanha.

Esses países também concordaram em compartilhar a água do rio. Barragens foram construídas em vários lugares para controlar o fluxo de água. Usinas ao longo do Danúbio usam a energia da água para gerar eletricidade. Há também fazendas e fábricas nas margens do rio, que irriga as terras cultivadas e fornece água potável para as pessoas que vivem por perto. No final do século XX, porém, a água do Danúbio ficou muito poluída com produtos químicos das fábricas e das fazendas. Muitos grupos de pessoas nos países banhados pelo rio tentaram achar maneiras de despoluir o rio e proteger a água.

História

Navegantes da antiga Grécia começaram a explorar o Danúbio no século VII a.C. Depois o rio serviu como limite norte do Império Romano e, ao longo dos séculos, vários outros impérios controlaram as terras ao longo dele. Por fim, o Danúbio passou a ser usado para as trocas comerciais e começaram as discussões sobre quem teria permissão de usar a água para viajar e para outras finalidades. Um acordo realizado em meados do século XIX liberou o Danúbio para navegação por parte de todas as nações.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.