Os seguidores do hinduísmo acreditam que morrer nas margens do rio Ganges e ter suas cinzas jogadas em suas águas é o caminho para uma vida feliz após a morte. Um dos maiores rios do mundo, o Ganges corre através das planícies do norte da Índia na maior parte de seu curso. Nesse país, ele é chamado de Ganga.

O Ganges tem 2.510 quilômetros de comprimento. Ele nasce no sul do Himalaia, próximo à fronteira da Índia com a região chinesa do Tibet. Vindo das montanhas, o rio corre pelas planícies. Na metade de seu curso, o Ganges se une ao rio Yamuna e entra em Bangladesh, onde se liga ao poderoso rio Brahmaputra. Juntos, deságuam no golfo de Bengala. O sistema dos rios Ganges-Brahmaputra tem o maior delta do mundo.

Os hindus fazem peregrinações religiosas a muitos lugares ao longo do Ganges. Eles acreditam que se banhando em suas águas lavam seus pecados. Os hindus construíram muitos templos para cremar, ou queimar, os mortos ao longo do Ganges. Eles espalham as cinzas no rio, acreditando que, fazendo isso, o morto irá direto para o céu.

As águas do Ganges vêm sendo usadas para irrigação há mais de 2 mil anos. Arroz e outros produtos agrícolas do vale do rio Ganges alimentam quase toda a Índia e Bangladesh. Bangladesh e alguns estados indianos usam o Ganges para transportar juta, chá, grãos e outros produtos para mercados onde eles serão vendidos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.