Um dos rios mais longos do mundo, o Indo sempre foi característica geográfica essencial na área atualmente ocupada pela Índia e pelo Paquistão. Seu vale abrigou uma das culturas mais antigas do mundo, a civilização do Vale do Indo. Os hinos da antiga Índia mencionam o rio, o qual deu origem ao nome do país.

Com cerca de 2.900 quilômetros de extensão, o rio Indo começa no alto do Himalaia, na região tibetana da China. Ele percorre cerca de 800 quilômetros entre algumas das montanhas mais altas do mundo. Corta o noroeste da Índia, o território da Caxemira e o norte do Paquistão. Grande parte da água do rio se deve ao derretimento de geleiras e neve nas montanhas.

Após deixar as montanhas, o Indo corre nas planícies do Paquistão. Na região do Punjab, vários rios se juntam ao Indo, tornando-o bem mais amplo. Ele deságua no mar de Omã.

O Indo é muito importante para a economia das regiões por onde passa. Suas águas são represadas em barragens que fornecem eletricidade e são usadas na irrigação de plantações em terras geralmente muito secas. Os principais cultivos regionais são cana-de-açúcar, trigo, arroz e algodão. Peixes como savelhas e trutas são pescados em suas águas. A área rasa de seu estuário no mar de Omã é rica em camarões.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.