A roda-gigante é um brinquedo de parque de diversão. Porém, em muitos lugares do mundo, ela é construída para que as pessoas possam ter, lá do alto, uma boa observação panorâmica. Dependendo de onde esteja instalada, é possível avistar uma cidade inteira. Por isso, é atração turística em muitos países do mundo.

A primeira roda-gigante de que se tem notícia foi construída em 1893, em Chicago, no estado de Illinois, nos Estados Unidos. Ela tinha 76 metros de altura, mas foi demolida em 1906. Seu criador foi o engenheiro americano George Washington Ferris Jr., e por isso a palavra “roda-gigante”, em inglês, tem o nome dele, Ferris wheel (“roda de Ferris”).

Em 1897, foi construída em Viena, na Áustria, para celebrar os cinquenta anos de reinado do imperador Francisco José I, a Riesenrad (“Roda-Gigante Imensa”). Tinha quinze cabines fechadas (ou bondinhos) no lugar de bancos. Com a demolição da roda-gigante de Ferris, foi durante muitas décadas a mais famosa do mundo. Do seu alto, a 60 metros de altura, pode-se avistar toda a capital austríaca em sua beleza.

Atualmente, em vários lugares vem se tentando realizar a maior roda-gigante, numa verdadeira competição. Durante alguns anos, a London Eye, no Reino Unido, inaugurada em 2000 como um símbolo da virada do século, foi a maior roda-gigante do mundo. Com 135 metros de altura, ela é tão famosa que recebe cerca de 35 milhões de visitantes por ano. Em 2006, a Estrela de Nanchang, na China, tornou-se a maior; no entanto, desde 2008, a Singapore Flyer, construída em Cingapura, com 165 metros de altura, é a maior de todas. Ela leva até 28 pessoas em cada banco, ou bondinho, num passeio que dura aproximadamente trinta minutos. Mas a China já começou a construir outra, que promete ser a maior de todas, com 208 metros de altura.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.