A expressão “saúde pública” descreve os esforços para manter a saúde de toda uma comunidade. Governos locais e nacionais mantêm muitos programas de saúde pública. Esses programas têm como objetivo melhorar as condições de vida e dar maior longevidade às pessoas.

A organização da saúde pública é formada por diferentes serviços de saúde. Alguns programas são voltados para a prevenção e o combate a doenças. Uma campanha pública que esclareça a população sobre o mosquito da dengue, por exemplo, é uma ação de saúde pública; a vacinação também. Uma vacina é uma substância dada às pessoas para protegê-las de algumas doenças. Outros programas focam a luta contra a poluição ou a manutenção da qualidade dos alimentos e da água. Entre as ações de saúde pública também estão estimular as pessoas a praticar exercícios e atividades físicas e dar noções sobre alimentação saudável.

Os programas de saúde pública começaram a aparecer no mundo nos séculos XVIII e XIX. Antes disso, a saúde era, de modo geral, uma questão pessoal ou local. No entanto, com o crescimento da população das cidades e dos países, o número de problemas de saúde também aumentou. Os governos começaram a enxergar a necessidade de manter a saúde das pessoas. A humanidade já enfrentou algumas epidemias que mataram milhares de pessoas. Hoje, a maioria dos países tem programas de saúde pública. No Brasil, o Ministério da Saúde supervisiona os programas nacionais, enquanto as secretarias da saúde estaduais e municipais cuidam dos programas dos estados e das cidades.

A Organização Mundial da Saúde (OMS) promove a saúde das pessoas ao redor do planeta. Ela trabalha para acabar com a disseminação de doenças como a poliomielite e a aids. Os programas de vacinação da OMS ajudaram a acabar com a varíola no mundo. A OMS também avisa os viajantes sobre as doenças de determinados países e mobiliza os governos quando é necessário tomar medidas rápidas para evitar a disseminação de algum vírus.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.