Parente do sapo, a salamandra é um anfíbio que tem a cauda parecida com a de alguns lagartos, mas, diferentemente deles, possui o corpo coberto por uma pele lisa e brilhante. Existem cerca de quatrocentas espécies de salamandras.

A salamandra vive principalmente em regiões do hemisfério Norte. Como outros anfíbios, é capaz de viver na água ou em terra. Ela gosta de lugares escuros e úmidos, como as florestas.

A maioria das salamandras tem entre 10 e 15 centímetros de comprimento. Elas possuem quatro patas curtas e geralmente têm pele de cores vivas, com manchas ou listras. Podem respirar pelos pulmões ou por órgãos especiais chamados brânquias. Algumas são capazes de absorver oxigênio através da pele.

As salamandras têm hábitos noturnos, escondendo-se de dia e saindo à noite. Alimentam-se de insetos, de pequenos peixes, de minhocas, de lesmas e até de salamandras menores. Elas se protegem dos inimigos de diversas maneiras. Muitas espécies liberam um veneno de gosto ruim ou que provoca dor, ou então podem chicotear o predador com a cauda. Se a cauda se romper, a salamandra desenvolve uma nova.

As salamandras nascem de ovos. Muitas iniciam a vida em forma de larva. As larvas passam por diversas transformações, conhecidas como metamorfoses, até se tornar adultas. As salamandras que nascem em terra, contudo, já apresentam a forma que terão quando adultas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.