Sardinha é o nome de um grupo de peixes da família dos clupeídos, que engloba diversas espécies. Variedades de sardinha são encontradas no mundo inteiro.

A sardinha tem cor prateada e corpo alongado. Mede entre 15 e 30 centímetros. Desloca-se em grandes cardumes, ao longo do litoral, e se alimenta de plâncton (minúsculos seres vivos existentes no oceano).

O nome “sardinha” vem da ilha italiana da Sardenha, localizada no mar Mediterrâneo. Nessa região vive a sardinha-europeia (Clupea pilchardus), que também ocorre nas costas de Portugal, da Espanha, da França e do Reino Unido. Várias outras espécies, todas muito semelhantes, povoam o Atlântico (no litoral da América) e diversos pontos dos oceanos Pacífico (da Austrália ao Japão) e Índico (da África à Índia).

A exploração comercial da sardinha é intensa. Como alimento, pode ser consumida fresca ou enlatada (cozida e conservada em óleo vegetal ou em molho). Também é possível encontrá-la defumada, principalmente nos países do norte da Europa. Não raro, peixes parecidos (arenques em fase de crescimento, por exemplo), são vendidos como sardinhas.

A sardinha é um excelente alimento. Rica em cálcio e fósforo, fornece ao organismo também o ácido graxo ômega-3, que diminui os níveis de triglicerídeos e de colesterol total, que fazem mal à saúde.

A sardinha entra ainda no preparo de rações animais e seu óleo é usado como matéria-prima na indústria de tintas e vernizes.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.