A savana é um campo tropical onde há vegetação herbácea ou rasteira e escassas árvores. Esse bioma, onde existe uma estação seca definida, se estende a partir das florestas tropicais em direção aos polos.

Onde se situam

Existem vários tipos de savana, espalhadas por cinco continentes. Nas savanas temperadas, como as da América do Norte e as do sudeste da Austrália, o verão é relativamente úmido, e o inverno, frio e seco. Nas savanas tropicais — como a africana, uma das maiores e mais conhecidas —, o clima é seco e se caracteriza pelas altas temperaturas. Também há savanas na América do Sul, na Índia, no Madagascar e na região da fronteira entre Mianmar e a Tailândia. No Brasil há três tipos de savanas: o Cerrado, a Caatinga e o Pantanal.

Características

Embora a maioria das savanas seja plana, há algumas que são montanhosas. No início da estação das chuvas as margens de córregos são rapidamente inundadas. Nos períodos de seca, os rios retornam a seus canais, deixando grandes áreas aluviais que secam ao sol. As planícies inundadas e os deltas com solos aluviais são os melhores lugares para os assentamentos.

Flora e fauna

Em algumas savanas, a maioria dos arbustos cresce em grupos isolados, entre áreas abertas de solo vermelho. Assim que as plantas amadurecem, as folhas tornam-se duras e ásperas. Na estação seca, elas mudam para uma cor amarelada ou marrom. Durante a estação chuvosa, ficam verdes e crescem rapidamente. As árvores da savana podem ser decíduas (ou seja, podem perder as folhas durante a estação seca), como algumas que compõem a floresta de miombos (um gênero de árvore) da África. Nas árvores do Cerrado brasileiro e dos Llanos da Venezuela as folhas são largas e perenes, e suas raízes penetram nas profundidades do solo. Nas savanas de eucalipto australianas as folhas perenes são duras.

As savanas são o habitat de muitos animais. A grama e a folhagem das árvores baixas fornecem alimento e abrigo para os animais herbívoros (que comem ervas e outros vegetais). Estes, por sua vez, atraem muitos animais carnívoros (comedores de carne). Embora o bioma de savana dos vários continentes seja semelhante, a vida animal varia muito. O tamanduá-bandeira, a ariranha, o lobo-guará e a capivara são alguns dos animais que vivem nas savanas da América do Sul.

Na África, a fauna inclui grandes mamíferos, como leões, zebras, girafas, elefantes, gnus, rinocerontes e outras espécies. Há também roedores e répteis. Insetos como mosquitos, formigas e carrapatos são comuns neste bioma. Muitos pássaros habitam entre as árvores perto dos córregos.

A vida na savana

A agricultura é baseada em culturas de sorgo, trigo, milho, algodão e amendoim. Savanas podem ser muito secas (como a da região do Sahel, na África, onde os períodos sem chuva são comuns) ou muito úmidas (como a marisma de Everglades, nos Estados Unidos). A pecuária é o meio comum de subsistência das poucas pessoas que vivem nas savanas tropicais. Porém, o gado sofre com a seca, o calor e as pragas.

Há esforços para melhorar as técnicas de cultivo dessas áreas secas. Alguns agricultores vêm adotando vários métodos para preservar a umidade do solo. Também estão sendo construídos sistemas de irrigação para fornecer uma fonte confiável de água em áreas onde o solo sofre a erosão devido ao sobrepastoreio e à queima intensiva da vegetação nativa.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.