Seringueira é o nome de várias árvores que produzem um líquido (látex) usado na fabricação da borracha. São todas originárias da bacia do rio Amazonas. Atingem de 20 a 30 metros de altura e entre 1 e 1,5 metro de diâmetro. A espécie mais importante é a chamada árvore da borracha (Hevea brasiliensis).

As propriedades do leite da seringueira eram conhecidas pelos povos da Amazônia antes da descoberta da América. No século XVIII, o látex começou a ser introduzido na Europa.

O Brasil foi o principal produtor e exportador mundial do produto durante o Ciclo da Borracha (segunda metade do século XIX). A partir de 1876, a seringueira foi introduzida nas colônias britânicas da Ásia, em especial na Malásia. Ao contrário da Amazônia, onde a árvore da borracha cresce dentro da floresta, nesses locais ela passou a ser cultivada em grandes plantações, diminuindo os custos de produção.

A seringueira é hoje cultivada em algumas regiões do país (por exemplo, no estado de São Paulo) e a extração do látex continua na Amazônia, mas há muitas décadas a produção perdeu importância na economia brasileira.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.