A sinagoga é o local de culto de pessoas da religião judaica. Os judeus também usam as sinagogas como locais de reunião e estudos. Ao longo da história, elas vêm exercendo papel importante na preservação da religião e da cultura judaicas. A sinagoga às vezes é chamada de templo, ou shul, que é uma palavra da língua iídiche.

A arquitetura das sinagogas e a disposição dos objetos em seu interior podem apresentar grandes variações. As sinagogas mais antigas frequentemente eram erguidas em ruas pequenas, nas proximidades de um mercado, em pátios ou no andar superior de prédios.

A coisa mais importante que existe em uma sinagoga é a arca que contém os pergaminhos da Torá. A Torá é um livro sagrado do judaísmo. Também há uma plataforma chamada bimá, onde fica um orador que lê a Torá para os fiéis. Pode também haver uma tribuna, ou pódio, de onde o rabino, o líder da sinagoga, fala aos fiéis.

Os fiéis ficam sentados em bancos compridos. No passado, a maioria das sinagogas tinha lugares distintos para homens e mulheres. No ramo do judaísmo conhecido como ortodoxo, os homens e as mulheres ainda se sentam separadamente na sinagoga.

A parte principal do culto em uma sinagoga é a leitura da Torá. Os cultos geralmente são realizados nas noites de sexta-feira e nas manhãs de sábado, bem como em dias santos e de festas religiosas.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.