Nativa da Ásia oriental, a soja tornou-se um importante produto agrícola em todo o mundo. Com grande valor nutricional, ela é usada para fazer óleo de cozinha, sendo um grão rico em proteínas usado na alimentação dos homens e de animais. Com a ervilha, o feijão e o amendoim, a soja pertence à família das leguminosas.

Onde é cultivada a soja

A soja cresce nos trópicos, mas também pode ser cultivada em regiões mais frias, que tenham verões longos e quentes. Ela se desenvolve melhor em solo fértil, bem drenado e arenoso. Entre os maiores produtores de soja estão os Estados Unidos, o Brasil, a Argentina e a China.

Características

A planta da soja chega a aproximadamente 90 centímetros de altura, porém algumas variedades são mais altas. O caule é coberto por uma penugem marrom ou cinza. As folhas são compostas de três partes, ou folíolos. As flores são brancas ou violáceas.

Os grãos da soja são as sementes que crescem em vagens. Em uma planta, desenvolvem-se vinte ou mais vagens. Cada vagem em geral contém entre um e quatro grãos, que podem ser arredondados ou ovalados, do tamanho de uma ervilha. Sua cor varia entre o amarelo, o verde, o marrom, o preto ou tons variados.

Cultivo e processamento

A soja é plantada na primavera, depois de passado qualquer risco de geada. Após cerca de seis semanas, as plantas dão pequenas flores. Depois de mais duas semanas, as vagens começam a crescer. Conforme os grãos crescem nas vagens, as plantas se tornam amarelas e as folhas caem. Os grãos são colhidos no outono, depois de as folhas terem caído.

Da soja produzem-se óleo e farelo, que é constituído pelos grãos moídos, sem o óleo. Uma maneira de extrair o óleo é passando as sementes por uma prensa. Outra é com a ajuda de produtos químicos que dissolvem o óleo e o separam dos grãos.

Usos

A soja pode ser cozida, fermentada ou assada. Os grãos verdes são comidos como acompanhamento e em sopas. Os brotos são comidos frescos em saladas ou cozidos, acompanhando o prato principal. Dos grãos também são feitos molhos, farinha, biscoito, missô (tipo de pasta de soja usada na culinária japonesa), tofu (queijo de soja), um tipo de leite etc.

A soja é uma das mais importantes culturas de sementes oleaginosas — ou seja, que contêm óleo. O óleo é usado para cozinhar e também na produção de margarinas, queijos de soja e molhos de salada, entre outros. Além disso, é aproveitado fora da indústria alimentícia, na fabricação de sabonetes, tintas, creions, adesivos, fertilizantes, revestimentos, cosméticos, plásticos e outros produtos.

O farelo de soja que fica após o óleo ser extraído é usado principalmente como ração rica em proteínas, para a alimentação de animais. E também pode servir como substituto da carne na alimentação humana.

História

Acredita-se que a soja seja nativa da região central da China. Os chineses usam a soja como alimento há pelo menos 5 mil anos. Em 1804, ela foi levada aos Estados Unidos, onde foi cultivada pela primeira vez como pastagem para os animais criados em fazendas. No início do século XX, os cientistas aprenderam a extrair o óleo da soja e seus grãos rapidamente ganharam importância como sementes oleaginosas.

A soja no Brasil

No Brasil, os maiores produtores de soja são os estados do Paraná, do Rio Grande do Sul, de Mato Grosso e de Goiás.

O cultivo da soja levou o desenvolvimento para uma área despovoada do Brasil central e fez surgir novas cidades na região.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.