Os tlingits são um povo nativo americano que vive na faixa litorânea do sudeste do Alasca ao norte da Colúmbia britânica, no Canadá. Habitam o território ao longo da costa e as ilhas vizinhas, no oceano Pacífico.

A maior parte da sua alimentação provém da pesca. Além disso, caçam focas e lontras-marinhas e coletam frutas silvestres e raízes. Usavam o cedro das florestas para construir casas suficientemente grandes para abrigar várias famílias.

Em 1741, exploradores vindos da Rússia chegaram ao território tlingit. No final do século XVIII, os comerciantes russos construíram um forte na área. Muitos tlingits ficaram doentes com as doenças trazidas pelos estrangeiros, tanto russos quanto outros colonizadores europeus. Na década de 1830, a varíola matou quase a metade dos tlingits.

Em 1867, a Rússia vendeu o Alasca aos Estados Unidos. Por volta de 1880, colonizadores americanos foram para lá, atraídos pelo descobrimento do ouro na região. E começaram a tomar a terra dos nativos.

Em 1912, os tlingits participaram da formação de um grupo chamado Fraternidade Nativa do Alasca, que se dedicou a reconquistar as terras dos índios do sul do Alasca. Em 1971, o governo americano devolveu 18 milhões de hectares de terra aos tlingits e outros povos.

No final do século XX, mais de 9 mil tlingits viviam nos Estados Unidos. Outros mil tlingits moravam no Canadá.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.