O troodonte era um pequeno dinossauro carnívoro. Era um terópode da ordem dos Saurischia, ou dinossauros com bacia similar à dos lagartos. Os paleontólogos o consideram o mais inteligente de todos os dinossauros.

Quando e onde viveu o troodonte

O troodonte viveu durante o período Cretáceo, cerca de 98 a 65 milhões de anos atrás, na América do Norte.

Características físicas

A característica mais distintiva do troodonte foram seus grandes olhos frontais. Esta adaptação original pode ter permitido que o animal pudesse ter uma visão binocular, ou sobreposição de campos de visão, semelhante à dos humanos modernos. Outro destaque do troodonte foi o seu cérebro, que era maior em relação ao tamanho do corpo e que o da maioria das outras espécies de dinossauros. Isso levou os cientistas a concluirem que o troodonte era altamente inteligente.

O troodonte crescia até 2,4 metros de comprimento e 2 metros de altura. O corpo era levemente esguio e pesava cerca de 50 kilos. Tinha as patas longas e delgadas que terminavam em três dedos com garras. Como algumas espécies de terópodes, como o velociráptor, o troodonte teve uma grande garra em forma de foice no segundo dedo da pata. Seus membros dianteiros tinham mãos com três dígitos com garras ou dedos, além de um dígito oposto que provavelmente funcionava como polegar. Tinha mais dentes que os outros tipos de terópodes, até 35 de cada lado dos maxilares superior e inferior. Estes dentes eram triangulares e tinham as bordas serrilhadas, como facas.

Comportamento

Os restos de esqueleto de troodonte sugerem que ele se locomoveu nas duas patas traseiras. Seu corpo aerodinâmico e leve estava bem adaptado para a caça, e suas pernas longas lhe permitiram ser um predador rápido e eficiente. Ele caçava principalmente pequenos animais como lagartos, cobras e filhotes de dinossauros. Devido aos olhos grandes, o troodonte devia ter enxergado muito bem na escuridão. Os cientistas acreditam que este dinossauro caçava principalmente durante a noite na floresta escura. Também, é provável que devido ao seu grande cérebro, o troodonte fosse um caçador astucioso.

Como todos os dinossauros, o troodonte reproduzia por ovos. Os ovos do troodonte eram grandes e de formato oval e eram postos em pares, em ninhos abertos no chão. Isto é muito semelhante ao comportamento de algumas aves modernas. Os ovos eram afixados em posição vertical na lama para ajudar os pais a incubá-los. Os filhotes jovens deixavam o ninho uma vez que estivessem fortes o suficiente para se defenderem sozinhos.

Evidência fóssil

A primeira evidência fóssil de troodonte foi descoberta pelo peleontólogo Ferdinand V. Hayden, em 1855 em Montana, nos Estados Unidos. No século XX, foram achados fragmentos de crânios e dentes, entre outros restos, em Wyoming e Alaska, EUA, e em Alberta, no Canadá.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.