Os tucanos são aves parentes dos pica-paus.

Existem aproximadamente 40 espécies de tucano. Eles podem ser encontrados nas florestas tropicais da América do Sul, abrangendo o território que vai desde as Guianas até o norte da Argentina. Algumas poucas espécies vivem nos Andes e em outras cadeias de montanhas sul-americanas.

Características físicas

A maior parte do corpo dos tucanos é preta, mas nas diferentes espécies o peito exibe tonalidades chamativas de plumagem branca, amarela, vermelha e castanha.

Os tucanos podem chegar a 60 centímetros de comprimento. Eles possuem asas curtas e arredondadas, bem como uma longa cauda, porém sua característica principal é o enorme bico, que em algumas espécies pode medir até 22 centímetros. O tucano consegue voar porque, apesar do tamanho, esse bico não é pesado, pois é feito de osso leve coberto de queratina (o mesmo material de que são feitas as unhas humanas).

Em muitos tucanos, o bico tem tons de verde, vermelho, branco ou amarelo. Essas cores ajudam a distinguir uma espécie da outra. No Brasil, as espécies mais populares são o tucano-toco, de bico amarelo, e seus parentes tucano-de-bico-preto e tucano-de-bico-verde. O tucano-toco é o maior deles, chegando a pesar cerca de 500 gramas.

Hábitos

Os tucanos formam ninhos no alto do tronco de árvores, acomodando-se em buracos naturais ou em ninhos de pica-pau abandonados. Cada fêmea bota de dois a quatro ovos, que eclodem após cerca de dezoito dias. Os filhotes nascem de olhos fechados, sem plumagem nenhuma e com um bico largo, porém curto. Os pais cuidam da cria durante cerca de 45 dias, até que os filhotes estejam prontos para voar. Famílias de tucanos podem continuar juntas mesmo após esse período.

Os tucanos alimentam-se principalmente de frutas, mas também podem comer insetos, cobras, rãs e lagartos. Muitas vezes eles invadem os ninhos de pássaros canoros e comem seus ovos ou até mesmo seus filhotes. Para se alimentar, o tucano pega a comida com a ponta do bico e joga a cabeça para trás, mandando o alimento para a garganta. As bordas serrilhadas do bico ajudam a quebrar frutas grandes em pedaços menores.

Quando estão voando, principalmente no fim da tarde, os tucanos costumam fazer muito barulho, com sua voz característica.

O tucano-toco ainda é abundante no Brasil, mas o tucano-de-bico-preto já está extinto no estado de São Paulo. Por causa da beleza de sua plumagem, costuma ser capturado para ser vendido por traficantes de animais. Porém é uma ave que não se adapta bem ao cativeiro, pois precisa de muito espaço e de alimentação apropriada.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.