Os tupis são os índios que falam (ou falavam) línguas pertencentes ao tronco tupi. Constituem a mais conhecida etnia indígena brasileira.

Antigamente viviam na Amazônia, principalmente na parte baixa, ou final, do rio Amazonas. A partir daí, espalharam-se por uma grande faixa de terreno, ao longo da maior parte do litoral brasileiro, Entre seus grupos destacaram-se os tupiniquins e os tupinambás, que eram inimigos entre si. Quando os portugueses chegaram ao Brasil, no século XVI, encontraram índios tupiniquins no litoral sul da Bahia. Outros grupos indígenas, como os mundurucus e os potiguaras, também fazem parte do chamado tronco tupi.

Há também índios do grupo tupi que vivem em outros países: Venezuela, Colômbia, Peru, Argentina, Bolívia, Paraguai e Guiana Francesa.

A família linguística mais conhecida do tronco tupi é o tupi-guarani. Essa língua resultou do encontro dos tupis com os guaranis, que viviam mais ao sul. A área de influência tupi-guarani se estende do sul do Brasil ao Paraguai, ao nordeste da Argentina e ao Uruguai. Um número considerável de palavras utilizadas no vocabulário brasileiro vem do tupi-guarani. Capim, catapora, paçoca, pipoca, peteca, mingau, mandioca, tamanduá e toca são alguns exemplos. Os indígenas que falam o tupi-guarani estão concentrados principalmente na região Norte e no litoral sul do Brasil.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.