Um ultraleve é um tipo de aeronave muito leve usada em atividades de esporte ou de lazer. Por ser um equipamento muito simples, só pode ser usado durante o dia, em boas condições visuais, e tem capacidade para, no máximo, duas pessoas.

Características

Cada país estabelece suas próprias regras para o voo de ultraleves — as normas de segurança, de fabricação e de habilitação de pilotos. No Brasil, a atividade é regulamentada pela Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC).

Segundo essas normas, um ultraleve pode ser não motorizado ou motorizado. No segundo caso, deve ter um motor convencional (a explosão) e ser propulsionado por uma única hélice. Pode ser conduzido apenas em operações privadas e por pessoas que tenham feito curso e obtido a habilitação, que é certificada pela autoridade aeronáutica.

História

Um dos primeiros ultraleves de que se tem notícia foi construído e utilizado por Alberto Santos Dumont. Em 1908, ele sobrevoou Paris com o “Demoiselle”, um pequeno avião motorizado com peso muito semelhante ao dos ultraleves atuais.

Os ultraleves ganharam adeptos na década de 1970, nos Estados Unidos, quando surgiram alguns modelos que são utilizados até hoje, como o trike e o quicksilver. O primeiro a voar de ultraleve no Brasil foi o piloto Paul Gaiser, que equipou uma de suas asas-delta com um pequeno motor de 10 HPs, em 1978.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.