Os urubus são aves muito importantes na natureza porque se alimentam da carcaça de animais mortos.

Existem muitas espécies, ou tipos, de urubu. No Brasil, podemos encontrar o urubu-rei, o urubu-da-mata, o urubu-preto, o urubu-de-cabeça-vermelha e o urubu-de-cabeça-amarela.

Os urubus são aves grandes. Sua envergadura, isto é, a distância de uma ponta da asa à outra, mede cerca de 1,3 metros. Em geral têm penas pretas ou cinza-escuras, exceto o urubu-rei, cujas penas são branco-amareladas no corpo e escuras na cauda e nas asas. A cor da cabeça e do pescoço varia de acordo com a espécie. Ao contrário das outras aves, a cabeça dos urubus não tem penas.

As fêmeas dos urubus botam dois ovos por vez, que eclodem depois de 32 a 39 dias. Em geral os filhotes nascem claros, e vão escurecendo com o tempo. Os urubus vivem em média de 8 a 12 anos, mas com 3 anos de idade já estão prontos para se reproduzir. Algumas espécies vivem bem em áreas urbanas, outras só são encontradas em campos e florestas. Eles são excelentes voadores e aproveitam as correntes de ar para atingir grandes altitudes e planar sem grande esforço.

Como se alimentam de carne em decomposição, ou carniça, é curioso que os urubus não fiquem doentes. Existe algo em seu sistema imunológico que os impede de contrair doenças como o botulismo, por exemplo.

Os urubus têm ótimo olfato, o que lhes permite encontrar seu alimento a distância. Em geral, os urubus-de-cabeça-vermelha e os urubus-de-cabeça-amarela são os primeiros a encontrar a carcaça do animal morto, e acabam sendo seguidos por urubus de outras espécies. Todos eles, porém, se afastam para dar lugar ao urubu-rei. Este, com seu bico mais afiado, é o único que consegue rasgar o couro mais resistente de alguns animais. Dependendo do tamanho, uma só carcaça pode servir de alimento para muitos urubus.

Como não têm predadores naturais, e encontram farta oferta de alimento no lixo gerado pelas cidades, os urubus multiplicam-se sem problemas. A única exceção é o urubu-rei, que está entre as espécies ameaçadas por causa da destruição de seu ambiente e de sua captura ilegal para venda.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.