A valsa (do alemão walzen, que significa “revolver”) é uma dança de salão muito popular que evoluiu no século XVIII. É caracterizada por um passo, um deslizamento e outro passo — no tempo 3/4 (três por quatro). A valsa, com seus pares que giram abraçados, inicialmente chocou a sociedade formal. No século XIX, contudo, ela se tornou a dança de salão preferida e manteve sua popularidade no século XX.

Entre suas variações estão a valsa vienense — rodopiante — e a deslizante valsa de Boston, ou inglesa, com movimentos mais alargados. Alguns dos compositores de valsas mais famosos são Frédéric François Chopin, Piotr Ilitch Tchaikovski e Johann Strauss e seus filhos, especialmente Johann Strauss, o Jovem, conhecido como “o rei da valsa”, autor das valsas mais conhecidas, como “Danúbio azul”.

No Brasil, desenvolveu-se a chamada valsinha brasileira, no mesmo andamento de três por quatro (compasso ternário) da valsa tradicional, mas com características melódicas brasileiras e andamento bem mais lento. Músicos como Zequinha de Abreu e Pixinguinha compuseram belos exemplos de valsinha brasileira.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.