Chama-se Pré-História todo o longo período da vida na Terra antes do desenvolvimento da escrita pelos seres humanos. O período chamado História abrange o estudo dos tempos decorridos desde que as pessoas começaram a escrever até os dias de hoje. No entanto, muito antes que os seres humanos aparecessem na Terra, outras formas de vida já existiam no planeta. Muitos desses seres estão extintos, ou seja, desapareceram completamente. O período em que eles viveram também é abrangido pela Pré-História.

Tudo o que se sabe hoje sobre as plantas e os animais pré-históricos foi descoberto graças aos fósseis, que são restos ou traços das formas de vida iniciais. Eles são frequentemente encontrados impressos ou gravados em rochas.

Era Pré-Cambriana

As primeiras formas de vida se desenvolveram durante o período mais antigo da história da Terra, conhecido como Era Pré-Cambriana, ou Período Pré-Cambriano. Ela começou com a formação da crosta terrestre, há cerca de 4 bilhões de anos, e terminou há aproximadamente 542 milhões de anos. Os cientistas não sabem com exatidão quando as primeiras formas de vida surgiram, mas o fóssil mais antigo conhecido tem mais de 3 bilhões de anos.

As primeiras formas de vida tinham apenas uma célula. Entre elas estavam os primeiros tipos de bactérias, de algas e de protozoários. Os seres vivos com mais de uma célula começaram a aparecer no final do Pré-Cambriano. Todas as formas de vida dessa época viviam nos oceanos de nosso planeta.

Era Paleozoica

O período seguinte da história da Terra é chamado Era Paleozoica, ou Período Paleozoico. Durou de aproximadamente 542 milhões de anos até 251 milhões de anos atrás. No início desse período, todos os seres vivos estavam nos oceanos. No seu final, já havia plantas e animais vivendo em terra firme.

Vida oceânica

No início da Era Paleozoica, os animais eram parecidos com as águas-marinhas, as esponjas e os vermes que vivem nos oceanos atualmente. Havia outros animais marinhos, que eram artrópodes — ancestrais dos caranguejos, dos insetos e das aranhas. A trilobita é um exemplo desses artrópodes. Ela era um animal marinho oval de 15 a 18 centímetros de comprimento. As trilobitas foram extintas no final da Era Paleozoica.

Os primeiros peixes apareceram há cerca de 450 milhões de anos. Não se pareciam muito com os peixes de hoje. Eles tinham carapaças duras e não possuíam mandíbulas. Foi com o passar dos tempos que os peixes desenvolveram mandíbulas, espinha dorsal e aletas e barbatanas.

Vida em terra firme

Há cerca de 400 milhões de anos, as primeiras plantas começaram a crescer em terra firme. No final da Era Paleozoica, havia florestas cobertas de enormes samambaias. Vastos pântanos também apareceram perto da linha do equador. Em geral, as terras do norte do planeta eram secas e quentes. Camadas de gelo cobriam o sul.

Ao mesmo tempo que cresciam plantas em terra, alguns artrópodes foram se transformando e ganhando capacidade de também sair da água e viver em terra firme. Parte desses artrópodes evoluiu até se transformar nas primeiras centopeias, insetos e aranhas. Certos peixes também desenvolveram partes do corpo que lhes permitiram viver fora da água. Eles se tornaram anfíbios, que são animais que vivem tanto na água quanto em terra firme.

Os répteis evoluíram dos anfíbios há cerca de 300 milhões de anos. Eles foram os primeiros animais vertebrados a viver inteiramente em terra firme.

Era Mesozoica

A Era Mesozoica, ou Período Mesozoico, veio na sequência da Paleozoica. Começou há aproximadamente 251 milhões de anos e durou até 65,5 milhões de anos atrás.

Os dinossauros foram grandes répteis que dominaram a terra durante esse período. Alguns dinossauros se alimentavam de plantas como palmeiras e sempre-vivas, que cresciam bem no clima ameno. Outros eram predadores de diversos animais. Os grandes répteis também viveram no oceano e voavam pelos ares.

Os mamíferos também evoluíram a partir dos répteis durante a Era Mesozoica. Os primeiros mamíferos apareceram há cerca de 200 milhões de anos. Eles eram parecidos com pequenos roedores.

Os pássaros surgiram nessa mesma era, como evolução dos répteis, há cerca de 150 milhões de anos. Os primeiros pássaros tinham asas e penas como as aves modernas. Mas também possuíam dentes e garras.

Todos os dinossauros foram extintos há aproximadamente 65,5 milhões de anos. Outros répteis, entre eles os ancestrais das cobras, das tartarugas, dos crocodilos e dos lagartos, não foram extintos. Mamíferos, aves, insetos, plantas que davam flores e outras formas de vida também sobreviveram.

Era Cenozoica

O período seguinte da história da Terra é a Era Cenozoica, ou Período Cenozoico. Ela começou há aproximadamente 65,5 milhões de anos e dura até hoje. Ou seja, estamos vivendo atualmente na Era Cenozoica.

Muitos mamíferos se desenvolveram durante esse período. Surgiram os primeiros cavalos, rinocerontes, porcos, hipopótamos, camelos, veados, girafas, carneiros, bois e macacos. Há cerca de 4 milhões de anos apareceram os ancestrais dos seres humanos, chamados hominídeos. As primeiras formas de seres humanos se desenvolveram de 2 milhões a 1,5 milhão de anos atrás.

Entre 1,8 milhão e 10 mil anos atrás, imensas camadas de gelo cobriram grande parte da Terra. Durante quatro períodos, conhecidos como eras do gelo, glaciares (ou geleiras) se moveram através do hemisfério Norte do planeta. Longos períodos quentes separaram essas eras. Naquela época, grandes mamíferos, como mamutes, mastodontes e tigres dente-de-sabre, vagaram pela Terra. No entanto, no final da última era do gelo, a maioria desses imensos mamíferos havia desaparecido.

Os primeiros seres humanos caçavam mamutes e outros animais. Eles faziam e usavam armas e ferramentas de pedras. Por isso, esse período da Pré-História é conhecido como Idade da Pedra. A Idade da Pedra terminou em momentos distintos em diferentes lugares, conforme as pessoas começaram a plantar seus alimentos, a se estabelecer em vilas e a fazer ferramentas de metal. Há aproximadamente 5 mil anos, os seres humanos começaram a escrever. Com isso, a Pré-História terminou e teve início o período chamado História propriamente dito.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.