Os zunhis (ou zunis) são índios do oeste do Novo México, no sul dos Estados Unidos. Pertencem a um grupo de tribos conhecidas como pueblos. Vivem em aldeias (que, por sinal, também se chamam pueblos) denominadas igualmente “zunhis”.

Como outros índios pueblos, os zunhis tradicionalmente construíam grandes casas de vários andares. Usavam blocos de argila cozida ao sol, chamada adobe. Cultivavam milho, abóbora, feijão e girassóis. Também pescavam e caçavam cervos, antílopes e outros animais.

Em 1539, um escravo negro chamado Estéban chegou às terras zunhis. Ele veio do México com um padre espanhol chamado Marcos de Niza. Niza estava procurando as Sete Cidades de Cíbola, famosas por sua grande riqueza, mas que, na verdade, não passavam de lenda. Niza enviou Estéban na frente para encontrar os zunhis. Os zunhis mataram Estéban, e Niza voltou ao México. Ele anunciou que havia encontrado as Sete Cidades. Então, outros exploradores espanhóis percorreram as terras zunhis à procura delas. O mais famoso entre eles se chamava Francisco Coronado.

Em 1680, os zunhis juntaram-se a uma rebelião de povos pueblos contra os espanhóis e conseguiram expulsá-los de seu território por doze anos. Quando os espanhóis voltaram, amontoaram todos os zunhis numa única aldeia chamada Halona. É ali que eles ainda vivem. No fim do século XX, havia mais de 9 mil zunhis.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.