A Copa do Mundo de Futebol masculino é um evento disputado por seleções do mundo todo. Ela é realizada pela FIFA (Fédération Internationale de Football Association, no Brasil chamada de Federação Internacional de Futebol) desde 1930. Acontece a cada quatro anos, em países escolhidos pela federação. É o acontecimento mais importante do futebol mundial e movimenta multidões. Exige organização e investimentos por parte dos países escolhidos como sede e gera muitos negócios, principalmente na área de turismo.

O torneio

O torneio tem a duração de várias semanas. A competição para se qualificar como uma equipe da Copa do Mundo dura mais tempo. Muitas equipes competem em torneios regionais de qualificação ao longo de dois anos. Por fim, 32 times se classificam para competir.

As equipes são divididas em grupos de quatro. Na primeira rodada, cada equipe joga contra três outras equipes em seu grupo. As duas melhores equipes de cada grupo avançam para a próxima rodada. Nas três rodadas seguintes, as equipes continuam a ser eliminadas, até a final entre duas seleções. Os árbitros para a Copa do Mundo são escolhidos a partir de listas apresentadas por todas as associações de futebol nacionais.

O primeiro campeão

Ao assumir a presidência da FIFA no final dos anos 1920, o francês Jules Rimet decidiu criar um campeonato que envolvesse as seleções de vários países. Ele escolheu o lugar para sediar o evento: a cidade de Montevidéu, no Uruguai.

A disputa reuniu treze times, entre os dias 13 e 30 de julho de 1930. O Uruguai saiu campeão e a Argentina foi a vice-campeã. Como vencedor, o Uruguai ganhou a Taça da Copa do Mundo, feita de ouro. Em 1946, o troféu passou a se chamar Taça Jules Rimet.

As dezoito partidas da primeira copa foram jogadas em apenas três estádios. Isso contrasta com a grandeza dos campeonatos que viriam a ser realizados mais tarde. Atualmente, os jogos são disputados em várias cidades do país-sede.

Desde a sua criação, a copa só deixou de acontecer entre 1938 e 1950, por causa da Segunda Guerra Mundial.

Brasil, o pentacampeão

O Brasil participou de todos os torneios desde o início e é o país que ganhou mais copas: em 1958, na Suécia; em 1962, no Chile; em 1970, no México; em 1994, nos Estados Unidos; e em 2002, em Yokohama, no Japão, onde conquistou o pentacampeonato mundial. Na final contra a Alemanha, o jogador Ronaldo marcou os dois gols da vitória de 2 a 0.

Momentos históricos

Desde 1930, foram disputadas dezenove Copas do Mundo. Ao longo das décadas foram registrados momentos inesquecíveis, e muitos jogadores fizeram fama por sua performance e atitude esportiva.

Para os torcedores brasileiros, destacam-se pelo menos dois grandes momentos históricos: a derrota para o Uruguai em 1950 e a conquista do título pela terceira vez, na Copa do Mundo de 1970, no México, com uma das melhores seleções de craques já reunidos, segundo a crônica esportiva.

O estádio de futebol do Maracanã, no Rio de Janeiro, foi construído especialmente para a Copa de 1950. O Brasil não só sediaria o evento, mas também era um dos favoritos para ficar com a taça. A partida final, entre Brasil e Uruguai, estava empatada em 1 a 1 perto do fim. Pelas regras da época, o empate daria a vitória ao Brasil, porém o Uruguai marcou mais um gol e venceu por 2 a 1.

Em 1970, na Copa do México, Pelé, Tostão, Gerson e Rivelino demonstraram talento e técnica imbatíveis. Na final entre Brasil e Itália, a seleção verde-amarela venceu por 4 a 1. O Brasil conquistou assim o primeiro tricampeonato da história da Copa do Mundo e também a posse definitiva da Taça Jules Rimet (o regulamento criado por Rimet dava a posse definitiva do troféu ao país que vencesse a copa três vezes). A festa que a torcida mexicana fez para a vitória brasileira é um dos mais memoráveis registros de entusiasmo pelo chamado futebol-arte. De 1974 em diante, o troféu entregue ao país vencedor de cada copa voltou a se chamar Taça da Copa do Mundo.

A Copa de 2002 foi a primeira disputada na Ásia. A Coreia do Sul e o Japão dividiram a organização e a responsabilidade de sediar os jogos.

Em 2010, a copa foi sediada na África do Sul, onde a Espanha ganhou o título de campeã pela primeira vez. Em 2014, o torneio voltou a ser realizado no Brasil.

A Copa do Mundo do Brasil de 2014

No dia 12 de junho de 2014, no estádio Arena de São Paulo, uma enorme torcida celebrou o início da segunda Copa do Mundo realizada no Brasil. No jogo de abertura, a seleção brasileira venceu a seleção da Croácia por 3 a 1. Até a final do torneio, no dia 13 de julho, as 32 equipes classificadas se enfrentaram em estádios de diversas cidades do país: Estádio Nacional (Brasília), Arena da Baixada (Curitiba), Arena Amazônia (Manaus), Estádio Beira-Rio (Porto Alegre), Maracanã - Estádio Jornalista Mário Filho (Rio de Janeiro), Arena de São Paulo (São Paulo), Estádio Castelão (Fortaleza), Arena Fonte Nova (Salvador), Arena Pernambuco (Recife), Estádio Mineirão (Belo Horizonte), Arena Pantanal (Cuiabá) e Estádio das Dunas (Natal). No dia da final, a seleção alemã conquistou o tetracampeonato em uma partida contra a Argentina (1 a 0). O Brasil ficou em quarto lugar depois de perder para a Holanda por 3 a 0.

A Copa do Mundo feminina

Em 1991, a FIFA promoveu a primeira Copa do Mundo de Futebol feminino, que também ocorre a cada quatro anos. No evento feminino há 16 equipes. Um dos torneios mais destacados foi o do ano de 1999, nos Estados Unidos, quando as competições aconteceram pela primeira vez em estádios de grande capacidade, cativando uma ampla audiência.

Quem venceu cada uma das Copas do Mundo

Ano País-sede Campeão
1930 Uruguai Uruguai
1934 Itália Itália
1938 França Itália
1950 Brasil Uruguai
1954 Suíça Alemanha Ocidental
1958 Suécia Brasil
1962 Chile Brasil
1966 Inglaterra Inglaterra
1970 México Brasil
1974 Alemanha Ocidental Alemanha Ocidental
1978 Argentina Argentina
1982 Espanha Itália
1986 México Argentina
1990 Itália Alemanha Ocidental
1994 Estados Unidos Brasil
1998 França França
2002 Coreia do Sul e Japão Brasil
2006 Alemanha Itália
2010 África do Sul Espanha
2014 Brasil Alemanha

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.