Velázquez foi um dos maiores pintores espanhóis. Ele é famoso principalmente pelos retratos (pinturas de pessoas isoladas ou em grupos). Por causa de sua técnica e estilo, ele é um dos artistas que mais influenciaram a arte ocidental.

Diego Rodríguez de Silva y Velázquez nasceu em 6 de junho de 1599, em Sevilha, no sul da Espanha. Aos 12 anos, começou a trabalhar no estúdio do artista Francisco Pacheco, como aprendiz. Em 1618, com 19 anos, casou-se com a filha de Pacheco.

No começo, Velázquez pintava cenas da vida cotidiana. Em 1623, tornou-se pintor da corte do rei espanhol Filipe IV. O trabalho de um pintor da corte era fazer pinturas da família real, dos altos funcionários e dos nobres do reino. Velázquez vivia em Madri, capital da Espanha.

Em 1628, o artista flamengo (belga) Rubens sugeriu a Velázquez visitar a Itália, onde muitos grandes artistas europeus tinham trabalhado. Velázquez passou os anos de 1629 a 1631 mergulhado nos estudos da arte italiana. Ao voltar, mais uma vez se tornou o pintor da corte espanhola.

Velázquez também tinha outras tarefas. Ele viajou à Itália pela segunda vez em 1649 com o objetivo de comprar obras de arte para as coleções do rei. Dessa vez, em Roma, pintou um retrato do papa Inocêncio X que é um de seus quadros mais famosos.

De volta a Madri, Velázquez pintou algumas de suas melhores obras, inclusive o famoso retrato de um grande grupo chamado Las meninas. Ele morreu em 6 de agosto de 1660, em Madri, com 61 anos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.