Os camarões são animais pequenos, membros do grupo dos crustáceos. Há cerca de 2.000 espécies, ou tipos, de camarão. Eles vivem em todos os oceanos e também podem ser encontrados em lagos e rios. Habitam especialmente os mares mais quentes.

A indústria do camarão é importante nas Américas e em muitos países da Ásia. Barcos puxando enormes redes de arrasto coletam camarões para ser congelados ou enlatados e vendidos a restaurantes e supermercados. O camarão é muito apreciado na culinária internacional. No Brasil, é ingrediente de pratos como o bobó de camarão e a moqueca de camarão. Camarões também são um alimento importante para os linguados, os salmões e outros peixes grandes.

Características físicas

Os camarões são criaturas esguias. Eles variam em comprimento de uma fração de polegada até 20 centímetros. O tamanho médio é de 4 a 8 centímetros. As espécies maiores são geralmente chamadas de pitu. Os camarões vendidos como alimento tendem a ser cinza ou marrons. Algumas outras espécies são coloridas e outras brilham à noite.

Camarões e outros crustáceos são cobertos por uma couraça dura chamada exosqueleto, composta de uma substância chamada quitina. A cabeça e o tronco do camarão são combinados em uma estrutura única chamada cefalotórax. Da cabeça, estendem-se dois grandes olhos e antenas longas em forma de chicote. A boca fica na parte inferior da cabeça.

Assim como seus parentes, as lagostas e os caranguejos, o camarão tem cinco pares de pernas que saem da região do tronco. Seu corpo flexível termina em uma cauda em forma de leque. Os camarões nadam de costas, flexionando rapidamente o corpo e a cauda.

Comportamento

Muitos camarões migram de águas profundas para águas rasas em certas estações. Eles também se movem para cima e para baixo na água. Alguns passam o dia no fundo da água e a noite mais acima. Camarões se alimentam de pequenos organismos e plantas flutuantes.

A fêmea do camarão pode colocar milhares de ovos. Até que sejam chocados, os ovos ficam presos a estruturas parecidas com pequenas pernas, localizadas no lado inferior do corpo da mãe. Os bebês camarões são conhecidos como larvas. Eles trocam de proteção externa muitas vezes à medida que se desenvolvem, até chegar à fase adulta. Muitas larvas não chegam à idade adulta porque são comidas por outros animais.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.