As charges e as tiras de quadrinhos são desenhos que contam uma piada ou uma história. Elas podem ser sobre praticamente qualquer assunto, mas muitas vezes são sobre coisas que as pessoas dizem ou fazem no dia a dia. Outras constituem um comentário ilustrado sobre notícias, políticos ou acontecimentos históricos. A maioria delas procura fazer o leitor rir.

Características

As tiras de quadrinhos normalmente são formadas por três ou mais desenhos em quadros, alinhados de modo a contar uma história. Elas apresentam um elenco de personagens, tais como as crianças da série “Peanuts” (criada por Charles Schulz), o Menino Maluquinho (criado por Ziraldo) ou a Turma da Mônica (do desenhista Maurício de Sousa).

As charges políticas geralmente mostram o que há de errado com o governo ou apresentam o ridículo de várias situações. Muitas vezes são caricaturas, ou seja, desenhos engraçados que distorcem de forma cômica ou ridícula o personagem que retratam, geralmente um político. Em geral as charges são desenhos únicos. Também existem tiras de quadrinhos relacionadas à política.

As charges e as tiras de quadrinhos podem ser encontradas em jornais, revistas e livros. Alguns personagens de tiras são transformados em desenho animado. Histórias em quadrinhos e novelas gráficas (graphic novels) são histórias mais longas que as das tiras. Geralmente são publicadas em forma de revistas (gibis) ou livros.

História

As pessoas utilizam os desenhos para contar histórias desde os tempos pré-históricos. Artistas pré-históricos desenhavam figuras de animais nas paredes das cavernas. Na Antiguidade, em locais como o Egito, a Grécia e Roma, os artistas faziam pinturas em vasos e paredes. Essas imagens retratavam lendas, acontecimentos históricos e fatos da vida de pessoas importantes.

Entre os séculos XVI e XVIII, as pessoas recebiam notícias por meio de pequenos impressos que tinham diversas imagens. Muitas dessas imagens foram as primeiras formas de charge política. Elas se tornaram comuns em toda a Europa e nos Estados Unidos durante o século XIX. As tiras de quadrinhos tornaram-se especialmente populares no século XX.

No Brasil, a primeira revista a publicar histórias em quadrinhos foi a Tico-Tico, fundada em 1905. Em 1943, surgiu um dos personagens mais conhecidos, o Amigo da Onça, criado por Péricles. Foi publicado semanalmente na revista O Cruzeiro, durante dezessete anos. Os chargistas brasileiros ganharam destaque no país a partir dos anos 1960 e 1970, no período da ditadura. Cartunistas críticos usaram seu talento para abordar questões políticas e sociais. Hoje, quase todos os jornais brasileiros reservam espaço para as tirinhas nacionais.

Em 1974, aconteceu o I Salão Internacional de Humor de Piracicaba, no estado de São Paulo. Realizado todos os anos desde então, é considerado o maior evento mundial de humor gráfico. Muitos dos chargistas e cartunistas que fazem sucesso hoje no Brasil tiveram seu primeiro destaque no Salão de Piracicaba.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.