O críquete é um esporte coletivo jogado ao ar livre com tacos e bolas. Desenvolvido na Inglaterra, é um jogo também muito popular em ex-colônias inglesas, como a Austrália, a Índia, o Paquistão, a África do Sul e as Antilhas. Mais de noventa países são membros do Conselho Internacional de Críquete.

Área de jogo e equipamentos

O críquete é jogado em um campo oval que tem, no centro, uma área retangular chamada pitch. O pitch tem 20 metros de comprimento por 3 metros de largura. Em cada uma de suas pontas há uma estrutura chamada wicket. O wicket é formado por três estacas fincadas no chão, lado a lado, em cima das quais ficam duas peças pequenas de madeira conhecidas como bails.

O taco de críquete tem cerca de 1 metro de comprimento. A área usada para bater a bola é achatada. A bola de críquete pode ser vermelha ou branca.

Como se joga críquete

Uma partida de críquete é disputada entre dois times de onze jogadores. O time com mais pontos ganha. É comum que os times cheguem a marcar mais de cem pontos em cada partida.

A partida começa com dois jogadores do time atacante no pitch, cada um segurando um taco. Esses jogadores ficam em lados opostos, nas extremidades do pitch, um perto de cada wicket. Um deles usa seu taco para rebater a bola; ele é chamado de rebatedor, ou striker. O outro, que fica na ponta oposta, é o não rebatedor, ou nonstriker.

O principal jogador da equipe que está na defesa é o arremessador, ou bowler. Ele fica junto ao wicket oposto ao rebatedor. Seu objetivo é fazer a bola passar pelo rebatedor e atingir o wicket. O arremessador dá uma breve corrida e lança a bola com força, com o braço esticado. Geralmente, ele faz a bola quicar na frente do rebatedor. Se o arremessador acerta o wicket e derruba as peças de madeira, o rebatedor é eliminado, ou seja, não pode mais rebater.

Além de tentar impedir que o arremessador do outro time acerte seu wicket, o rebatedor também tenta marcar pontos. Se o rebatedor acerta a bola e ela permanece em campo, ele e o não rebatedor podem correr pelo pitch até o wicket oposto. Eles podem continuar correndo, indo e vindo entre os wickets, até que os jogadores do time adversário os eliminem. A cada vez que o rebatedor e o não rebatedor alcançam o wicket oposto, o time marca um ponto.

Às vezes, o rebatedor bate na bola e percebe que não tem tempo para correr até o wicket oposto. Nesse caso, ele não precisa correr. O jogo continua, e o arremessador lança a bola seguinte. O rebatedor pode marcar seis pontos automaticamente (sem correr entre os wickets) quando bate a bola para fora dos limites do campo sem que ela toque no chão primeiro.

Os jogadores da defesa podem tentar eliminar o rebatedor e o não rebatedor de diversas maneiras. Por exemplo, eles podem apanhar a bola rebatida no ar, antes que ela chegue ao chão. Se estiver de posse da bola, um jogador da defesa também pode derrubar uma peça de madeira de um wicket antes que seu adversário consiga chegar lá.

Cada turno do críquete é chamado de innings (sempre no plural). O time completa um innings depois que dez jogadores rebateram. A duração das partidas varia. Algumas levam uma tarde inteira, enquanto outras se estendem por dias.

História

Os ingleses jogam críquete desde o século XIII. As regras para o esporte foram fixadas por escrito no século XVIII. Nos séculos XIX e XX, os ingleses levaram o jogo para suas colônias. O primeiro torneio internacional de críquete, chamado World Cup (Copa do Mundo), se realizou em 1975. Hoje, essa copa acontece de quatro em quatro anos.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.