A juta é uma fibra que vem de uma planta também chamada juta. Por ser barata e adaptável, é uma das fibras naturais mais utilizadas. Índia, Bangladesh e China são os principais produtores de juta.

A planta cresce melhor em solo úmido e em clima também úmido e quente. As sementes são espalhadas à mão. As plantas chegam à maturidade três meses depois, geralmente alcançando entre 3 e 3,6 metros de altura. Suas folhas verde-claras têm forma de seta, e pequenas flores amarelas brotam sozinhas ou em cachos.

A colheita acontece quando as flores começam a cair. Os caules são cortados e reunidos em feixes de acordo com o comprimento. Em seguida, são colocados em piscinas rasas de água, onde ficam em repouso para encharcar-se. Depois que as fibras se tornam moles o suficiente, elas são separadas dos caules e penduradas em varais para secar. Em seguida, são selecionadas e processadas, dando origem aos fios utilizados na confecção de diversos produtos. Com a juta são feitos tapetes e carpetes, bem como sacos para armazenagem de grãos, frutas, hortaliças, farinha, açúcar e ração para animais, dentre outros produtos.

A juta chegou ao Brasil através de imigrantes japoneses. O cultivo da fibra se tornou uma das principais atividades econômicas das populações ribeirinhas da região amazônica. O plantio é feito nas margens dos rios Solimões e Amazonas. O estado do Amazonas é o maior produtor nacional de juta.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.