A metamorfose é um processo de mudanças físicas pelo qual alguns animais passam para se tornar adultos. Esse processo é especialmente comum em insetos. Ele é controlado por genes e substâncias químicas chamadas hormônios.

Muitos insetos passam por quatro fases de metamorfose: ovo, larva, pupa e adulto. Ao sair do ovo, o inseto tem formato de larva, que é bem diferente da forma de adulto. Um exemplo são as lagartas. Elas comem muito e, conforme crescem, vão trocando de exosqueleto (a parte externa do corpo que serve de proteção). Após várias trocas de exosqueleto, a lagarta está pronta para começar o estágio de pupa. Para isso, constrói um envoltório chamado casulo. Lá dentro, a pupa sofre uma série de transformações, até virar um inseto adulto. Quando essas transformações terminam, o inseto adulto sai do casulo.

Besouros, borboletas, moscas e vespas estão entre os insetos que passam pelas quatro fases da metamorfose. Alguns insetos, como gafanhotos e cupins, passam por menos fases.

A metamorfose também ocorre com os anfíbios. Um sapo, por exemplo, começa a vida como girino, de corpo oval e curto, com cauda e sem patas. Gradualmente, ele perde a cauda e desenvolve quatro patas, tornando-se um sapo adulto. Outros animais, como estrelas-do-mar, caranguejos, lagostas, caracóis e vieiras (um tipo de marisco), também passam por metamorfose.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.