O deslocamento de um ponto de partida até um ponto de destino é denominado navegação. Navegadores são aqueles cujo trabalho é realizar esse trajeto. Para isso, eles precisam determinar a posição em que se encontram e o melhor caminho a percorrer.

Navegação marítima

Comandantes de navios e de outros tipos de embarcação utilizam diversos métodos de navegação há centenas de anos. Um deles, muito simples, é o visual, usado na navegação costeira ou de cabotagem. Os navegadores que usam esse método estabelecem uma rota avistando pontos ou objetos de referência situados no litoral. Pontos de sinalização como faróis e boias os ajudam a se orientar, para que se mantenham longe de rochas perigosas e sigam por caminhos seguros.

Quando viajam longe da costa, os navegadores marítimos usam o método de navegação estimada. Esse método consiste em calcular cuidadosamente a distância percorrida pela embarcação, tendo como referência o ponto de partida. Para isso, é preciso saber a velocidade do barco e a duração da viagem.

A bússola, os mapas e o cronômetro são ferramentas essenciais para esses dois métodos de navegação. A bússola indica em que direção a embarcação está seguindo. As cartas náuticas são mapas especiais que contêm informações importantes para os navegadores, como a profundidade da água em determinada região ou pontos onde pode haver rochas e outros perigos submersos.

A observação dos astros — o Sol, a Lua, planetas e estrelas — também é usada como referência pelos navegadores. Esse método é o da navegação astronômica. Nele, são empregados instrumentos especiais para obter distâncias precisas entre os astros e elaborar mapas do céu noturno.

No século XX, surgiram novos equipamentos de orientação, como o radar, o rádio e outros dispositivos eletrônicos. Os sistemas de radar emitem ondas eletromagnéticas; quando um objeto nas proximidades da embarcação reflete essas ondas, é possível saber a que distância ele está. Algumas embarcações também contam com instrumentos que medem distâncias usando sinais de rádio vindos da costa.

Atualmente, muitos navegadores usam o GPS (sigla da expressão inglesa global positioning system, que significa “sistema de posicionamento global”). Esse sistema utiliza satélites artificiais que orbitam a Terra e equipamentos especiais que se comunicam com esses satélites, enviando e recebendo sinais de rádio. Com o GPS, os navegadores ficam sabendo em que ponto exato da Terra eles se encontram.

Navegação submarina

Os navegadores submarinos não conseguem ver as estrelas ou os objetos de referência terrestre quando estão submersos, nem podem usar ondas de rádio comuns. Eles navegam usando ondas de baixa frequência. Além disso, contam com mapas do fundo do mar e com instrumentos que registram a profundidade do submarino.

Navegação aérea

Muitos dos métodos usados na navegação marítima podem ser aplicados na navegação aérea: visual, estimado, astronômico, de rádio, por radar e pelo sistema do posicionamento global. O piloto deve saber a altitude, ou seja, a que altura o avião está voando. Aparelhos especiais e computadores dentro da aeronave o ajudam a obter as informações necessárias. Nos aeroportos, funcionários chamados controladores de tráfego aéreo usam radares e rádio para orientar os pilotos na decolagem e na aterrissagem.

Navegação espacial

Como no caso dos navios e dos aviões, os navegadores espaciais também usam o método de navegação astronômica. Além da observação dos outros astros, eles têm a vantagem de ver a Terra. Aparelhos de rádio e computadores presentes nas naves espaciais e também na Terra auxiliam os astronautas a navegar no espaço.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.