Um navio é uma embarcação grande, com capacidade para transportar passageiros ou cargas por longas distâncias na água. Desde a Antiguidade as pessoas usam navios para finalidades de transporte, exploração e guerra.

Partes de um navio

Os navios costumam ser bem maiores que os barcos, mas têm as mesmas partes que eles. A parte dianteira de um navio é a proa e a parte traseira é a popa. O lado esquerdo de um navio é o bombordo e o lado direito é o estibordo, ou boreste.

O corpo, ou estrutura, do navio é chamado de casco. A quilha é como a espinha dorsal do navio: uma viga central que percorre a parte inferior, desde a proa até a popa. Ela o impede de tombar para os lados.

O convés de um navio é como o andar de um edifício. Os navios geralmente possuem vários conveses. Os camarotes de passageiros, as salas de motores e de controle e os espaços para cargas costumam ocupar conveses diferentes.

Um motor situado dentro do navio fornece energia para os hélices, situados na parte traseira. (Esta palavra, hélice, é usada no masculino quando o assunto é marinharia.) Os hélices impulsionam o navio pela água. O leme, também situado na parte traseira, ajuda a determinar a direção em que o navio avança. Quando o navio está parado, uma âncora pesada de metal é jogada na água, para impedi-lo de sair do lugar.

Tipos de navio e suas utilizações

As pessoas usam diferentes tipos de navios para muitas finalidades distintas. Alguns dos tipos principais são: navios de carga, navios de guerra, navios industriais e navios de lazer, ou de cruzeiro.

Os navios de carga, ou comerciais, transportam diferentes tipos de mercadorias. Alguns levam as cargas embaladas em grandes contêineres. Outros transportam madeira, produtos agrícolas e demais mercadorias difíceis de ser transportadas em contêineres. Os navios de carga a granel transportam carvão, grãos e outras cargas soltas. Os navios-tanque carregam petróleo e outras cargas em estado líquido. Os navios refrigerados transportam carne, peixe e outros produtos que precisam ser conservados em temperatura baixa.

As marinhas empregam diferentes tipos de navios de guerra. Os maiores são os porta-aviões, que têm uma superfície plana usada para pousos e decolagens de aviões. Entre os outros tipos de navios militares estão os cruzadores, os destróieres e os submarinos.

Os navios industriais às vezes são chamados de navios-fábrica. Alguns navios industriais são plataformas petrolíferas que possuem maquinário pesado, utilizado para bombear o petróleo que se encontra no leito do mar. Outro tipo de navio-fábrica processa peixes capturados pela tripulação.

Antes de os aviões possibilitarem viagens de longa distância em pouco tempo e com mais facilidade, as pessoas viajavam em navios chamados transatlânticos. Eles tinham salões de jantar e camarotes em que os passageiros podiam dormir. Hoje esse tipo de navio é conhecido como navio de cruzeiro e geralmente leva turistas para locais à beira-mar em todo o mundo. Os navios de cruzeiro geralmente têm piscinas, lojas e espetáculos ao vivo.

História

Na Antiguidade, os navios eram movidos a remos. Muitos navios antigos também se deslocavam pelos mares com a ajuda do vento. Esses navios tinham velas — grandes pedaços de tecido que eram erguidos e que recebiam o vento. Os navios de guerra do antigo Egito tinham pelo menos quarenta remos e uma única vela. Os poderosos e longos navios dos vikings também eram movidos a remos e tinham uma vela.

No século XV, os navios europeus já tinham várias velas. Navios a vela conhecidos como galeões levavam grandes canhões laterais, para ser usados em guerras. No século XIX, os navios longos e estreitos chamados clíperes também tinham várias velas. Eles eram mais velozes que qualquer navio conhecido até então.

Até meados do século XIX, os navios eram feitos sobretudo de madeira. Mais tarde, começaram a surgir os primeiros navios fabricados de ferro, que aos poucos foram substituindo os outros. Em vez de velas, eles tinham motores a vapor.

Hoje a maioria dos navios é feita de aço ou de outros materiais modernos. Eles têm motores de combustão interna movidos a diesel ou a gás. Alguns navios modernos são movidos a energia nuclear.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.