A porcelana é uma cerâmica feita com uma massa branca composta principalmente de caulim (um tipo de argila branca e forte), combinada com argila comum e com os minerais chamados quartzo e feldspato. Ela é revestida por uma camada de esmalte transparente e vai ao forno a 1.450°C, tornando-se vitrificada. A porcelana se destaca por ser impermeável e semitransparente.

Um dos principais usos da porcelana é na fabricação de utensílios de mesa, como pratos, travessas, sopeiras e xícaras. Diversos objetos decorativos também são feitos com ela. Dentre eles, destacam-se os vasos, que podem ter formatos diversos e ser adornados com pinturas e motivos em relevo.

A porcelana foi criada na China durante a dinastia Tang (618–907). Suas características principais eram a cor (muito branca), a dureza e a translucidez. No período Song (960–1275), a massa tornou-se mais fina, foram introduzidas novas cores e as formas ficaram mais elegantes. A época áurea da porcelana chinesa foi durante a dinastia Ming (1368–1644), quando foram produzidas as peças mais belas e requintadas.

Além da finura do material, a porcelana chinesa destacava-se pela beleza dos adornos e pinturas, que costumavam representar cenas da vida diária na China.

No início, a porcelana era feita à mão. Na dinastia Ming foram criadas manufaturas, que combinavam trabalho humano e industrializado.

O processo de fabricação da porcelana era mantido em segredo pelos chineses. Vários países europeus haviam tentado copiá-lo, mas o resultado era diferente. No século XVII, com a descoberta de caulim em escavações feitas na Alemanha, o alquimista Johann Friedrich Böttger conseguiu produzir uma porcelana semelhante à chinesa. Os alemães também tentaram manter o segredo, mas não conseguiram. A porcelana passou então a ser feita em outros países da Europa e, mais tarde, no mundo todo.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.