O romance é um gênero, ou tipo, de literatura. Ele é um gênero de ficção, o que significa que a história é criada pelo escritor. Romances podem variar em tamanho, porém são mais longos que as novelas literárias e os contos.

Romances podem ter muitos propósitos. Um autor pode escrever um romance para mostrar sua visão de mundo. Alguns romances são escritos para divertir os leitores, enquanto outros tentam chamar atenção para questões sociais. O autor inglês Charles Dickens, por exemplo, criticou os abusos da Era Vitoriana na Inglaterra em muitos de seus romances. Graciliano Ramos foi um autor brasileiro que retratou o sofrimento das pessoas castigadas pela seca no sertão do Nordeste.

Elementos de um romance

Enredo

O enredo é a ação, ou seja, as coisas que acontecem no romance. Ele também é chamado de história.

Personagem

Personagens geralmente são pessoas, mas podem ser também animais ou figuras inventadas. É através dos personagens que a história se desenvolve. Considera-se que, sem personagens, não é possível escrever ficção.

Ambientação

A ambientação de um romance é o lugar (ou lugares) onde a ação acontece.

Ponto de vista

O ponto de vista de um romance vem do narrador, ou seja, da pessoa que está contando a história. O narrador pode ser tanto um personagem quanto alguém que não faz parte do enredo. Alguns romances têm mais de um ponto de vista.

Símbolos e temas

Muitos autores procuram não só contar uma história, mas também transmitir alguma mensagem. Para isso, eles usam símbolos, ou seja, coisas que representam outras coisas. O nome de um personagem, por exemplo, pode ter um significado simbólico. Um símbolo também pode ser um objeto que pareça não ter nenhum significado no começo do romance, mas que ganha importância no final. Símbolos ajudam a deixar claro qual é o tema do romance, ou seja, sua ideia principal.

Tipos de romance

Há muitos tipos de romance. Alguns mostram a vida de um personagem desde a infância até a idade adulta. Romances de mistério e histórias de detetive normalmente giram em torno de um crime que precisa ser resolvido. Outros tipos incluem romances históricos e ficção científica.

História

Antes do surgimento do romance, as obras literárias contavam apenas as histórias de deuses e heróis. Isso mudou durante a Idade Média, quando surgiram narrativas inspiradas no cotidiano de pessoas comuns.

Alguns autores escreviam contos baseados em eventos engraçados, políticos ou românticos. Em alguns casos, as histórias eram reunidas em uma coleção. Outra forma literária que se desenvolveu na Idade Média foi o romance de cavalaria. Essas obras eram escritas na linguagem que as pessoas usavam no dia a dia, e não no tradicional latim. Elas geralmente contavam os feitos heroicos de cavaleiros e tinham um final feliz. As histórias sobre o rei Artur são os romances de cavalaria mais famosos.

Uma nova forma literária surgiu no final da Idade Média em reação ao romance de cavalaria. Em vez de um cavaleiro, as obras tinham como personagem principal alguém de origem humilde. O livro mais notável dessa forma literária é Dom Quixote, do escritor espanhol Miguel de Cervantes. Dom Quixote é considerado por muitos o primeiro romance da Idade Moderna.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.