O softbol é um esporte que tem regras semelhantes às do beisebol. Todavia, é jogado em um campo menor e com uma bola maior e mais macia. Além disso, o arremessador lança a bola sem erguer o braço acima do ombro. O softbol é praticado por homens e mulheres.

Área e equipamento de jogo

O campo de softbol tem formato triangular, com um lado arredondado, como o campo de beisebol. Ele se divide em campo interno e campo externo. Quatro bases situam-se no campo interno. As bases são chamadas de home plate (quadrilátero em que fica o batedor), primeira base, segunda base e terceira base. Elas marcam os cantos de uma área quadrada conhecida como diamante. Os lados dessa área têm cerca de 18,3 metros de comprimento. No meio do diamante há um montículo onde fica o arremessador. O campo externo corresponde à área fora do campo interno.

A bola de softbol tem cerca de 30,5 centímetros de circunferência. Para apanhá-la, os jogadores usam uma luva que tem uma rede entre o polegar e o dedo indicador. Para batê-la, eles usam um taco arredondado.

Regras do jogo

Um time de softbol tem nove ou dez jogadores. Uma partida é formada por sete innings (turnos). A cada inning, os dois times se revezam na defesa (time que arremessa) e no ataque (time que rebate). O arremessador fica de pé sobre o montículo, no meio do diamante. O apanhador fica agachado atrás da home plate para apanhar a bola. O batedor fica na home plate. Em cada uma das outras três bases há um jogador, e outros jogadores cobrem o resto do campo.

O time que rebate é aquele que está tentando marcar pontos. Seu batedor fica na home plate. O arremessador atira a bola em direção à home plate. Se o batedor tenta acertar a bola, mas erra, é marcado um strike (desvantagem para o batedor). Se o batedor não tenta acertar a bola, o arremesso pode ser considerado um strike ou um ball (vantagem para o batedor); normalmente, apenas o árbitro consegue determinar se o arremesso foi um strike ou um ball, pois as regras são muito minuciosas. Após três strikes, o batedor sai de campo e dá a vez a outro. Quatro balls equivalem a um walk, o que significa que o batedor pode caminhar até a primeira base; isso aumenta as chances de seu time marcar pontos. Se o batedor consegue rebater a bola para dentro do campo, ele então deve correr em direção às bases.

Sempre que o batedor acerta a bola, os jogadores do outro time tentam eliminá-lo da jogada. Eles podem fazer isso agarrando a bola, tocando o batedor com a bola ou passando a bola para a primeira base antes que o batedor chegue lá. Se o batedor alcança uma base sem que nenhuma dessas coisas aconteça, ele está salvo. Esse jogador pode então avançar para a base seguinte quando o próximo batedor de seu time rebater a bola. Quando um jogador do time atacante consegue tocar todas as quatro bases, ele marca um run (ponto).

O time atacante continua a rebater até que três de seus batedores sejam eliminados. No final da partida, o time com mais runs ganha. O jogo pode se estender além de sete innings em caso de empate.

História

Acredita-se que o softbol tenha sido inventado em Chicago, no estado americano de Illinois, em 1887. Times de homens e de mulheres logo se formaram em várias partes dos Estados Unidos e do Canadá. A Associação de Softbol Amador da América (ASA) foi formada em 1933. A ASA ainda supervisiona o softbol nos Estados Unidos. Os primeiros campeonatos de softbol internacional foram realizados em 1965. Em 1976, foi formada a Liga de Softbol Profissional Feminino Internacional. Em 1996, o softbol feminino foi incorporado aos Jogos Olímpicos de Verão.

No Brasil, a Confederação Brasileira de Beisebol e Softbol (CBBS) é responsável pela organização, controle e administração dessas duas modalidades olímpicas. A CBBS luta para divulgar o esporte no Brasil e recebe apoio do Comitê Olímpico Brasileiro. A Academia Yakult/CBBS, com sede em Ibiúna (no estado de São Paulo), tem toda a infraestrutura necessária para a prática do beisebol e do softbol.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.