Tapetes são tecidos grossos que as pessoas usam para cobrir o chão. Eles aquecem e enfeitam o ambiente, além de protegerem o piso. Os tapetes são diferentes dos carpetes, porque não são fixos e não cobrem o chão todo.

A maioria dos tapetes é feita em teares, tecendo-se juntos dois conjuntos de fios. Um dos conjuntos de fios é esticado de alto a baixo no tear, verticalmente. O outro vai de um lado ao outro, horizontalmente. Os fios podem ser de , náilon ou outras fibras. Os tapetes e carpetes felpudos são relativamente altos. Essa altura pode ser obtida com laços de fio ou com fios trançados que se projetam do avesso do tapete. Os tapetes de tecedura baixa têm fios trançados que se cruzam sem se elevar. No Brasil, há tapetes populares feitos com retalhos de tecido.

Hoje em dia, muitos tapetes e carpetes são feitos em máquinas industriais que os produzem rapidamente e a um custo baixo. Mas durante milhares de anos as pessoas teceram belos tapetes à mão.

Uma das mais antigas tapeçarias ainda em atividade é a Manufatura Gobelins, estabelecida na França por volta do século XVII. Além de obras com desenhos originais, ali eram feitos tapetes que reproduziam cenas criadas por outros artistas. Há, por exemplo, um tapete gobelim que reproduz um desenho feito no Brasil por dois artistas holandeses, Albert Eckhout e Frans Post. Os dois fizeram parte da expedição de Maurício de Nassau, governante dos domínios holandeses no Brasil de 1637 a 1644. A obra se chama Le cheval rayé.

Os tapetes orientais estão entre os mais conhecidos, e mais caros, do mundo. Eles são produzidos em países asiáticos como o Irã (que antes se chamava Pérsia), a Turquia, a China e o Azerbaijão. Muitos tapetes orientais são feitos por muçulmanos, que se ajoelham sobre tapetes para rezar.

Uma infinidade de desenhos diferentes pode ser vista em tapetes orientais. Alguns deles têm estampas simples, com estrelas, quadrados e outras formas em cores vivas. Em outros tapetes a estampa é mais complicada, mostrando pessoas, animais e flores.

Os tapetes de arraiolos feitos em Portugal também são famosos. O ponto de arraiolos é um ponto de bordado feito com lã sobre uma tela, compondo diferentes desenhos. A tela pode ser de juta, de linho ou de algodão. Esses tapetes surgiram no século XVII, na vila de Arraiolos, no Alentejo, em Portugal, mas atualmente pessoas em muitos lugares do mundo os bordam.

Translate this page

Choose a language from the menu above to view a computer-translated version of this page. Please note: Text within images is not translated, some features may not work properly after translation, and the translation may not accurately convey the intended meaning. Britannica does not review the converted text.

After translating an article, all tools except font up/font down will be disabled. To re-enable the tools or to convert back to English, click "view original" on the Google Translate toolbar.